30 de mai de 2015

Série Obra de Deus - zelo, uma lição que aprendi cedo

Quando eu era criança recordo-me de ter chegado na Igreja em um sábado à tarde e ver uma obreira preparado os envelopes para a reunião de domingo, ela cortava, dobrava e colava com muita delicadeza. E percebendo que ainda faltam vários envelopes lhe perguntei:- - A senhora ainda vai fazer esse montão de envelopes?

Ela olhou fixamente em meus olhos e disse: - Esse montão não! Porque aqui é pouco, pois, tudo que fazemos para Deus é uma oferta.

Naquele dia apreendi uma lição na qual nunca me esqueci, e olha que na época eu deveria ter mais ou menos uns sete anos.

Em um outro episódio lembro-me da minha tia varrendo a Igreja, e em seguida ela tornava a varrer. Vendo aquela cena lhe perguntei: - por que você está varrendo novamente se já está limpinho?
Minha tia logo me respondeu com um exemplo:- Cada sujeirinha que deixamos na casa de Deus é como se estivéssemos  deixando uma espinha no rosto de Deus.

Arregalei os olhos e como era uma criança de imaginação fértil, levei aquele exemplo ao pé da letra imaginei como seria Deus cheio de espinhas.

 O fato é que desse dia em diante passeei a ter muito zelo pela casa de Deus, cresci ajudando minhas tias na limpeza da Igreja, o que eu mais gostava era de limpar e alinhar as cadeiras. Me tornei tão boa nisso que passou a ser minha função.

Sou muita grata por ter terem me ensinado essa lição desde cedo. Nunca podemos perder o temor devemos sempre lembrar que servir a Deus é um grande prívilegio. Portanto, não despreze as responsabilidades que lhe forem confiadas, não veja como um fardo, mas, como uma oportunidade de ofertar a Deus. Um detalhe por mais que lhe pareça uma responsabilidade pequena, faça o seu melhor, pois, são nos mínimos detalhes que somos aprovados ou reprovados diante de Deus.

Na fé


0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Acessos