26 de jan de 2015

A incrédula

 Cresci ouvindo falar de Deus e do quanto Ele é bom  e poderoso; desde pequena minhas tias me contavam histórias da Bíblia e eu acreditava em Deus, porém, no início da minha adolescência vivi um grande conflito além do TOC, sofria com um turbilhão de pensamentos que me vinham a cabeça, e foi nessa época que comecei a questionar sobre a existência de Deus.

 Eram muitos os meus questionamentos: Se Deus existe então quem o criou?E se tudo for um sonho?E se nada que existe for verdadeiro? E se tudo acabar depois que morrermos?

Eram muitas as minhas dúvidas. Tentava até acreditar na teoria do Big Ben, mas não era convivente para mim, afinal quem criou esse meteoro?

 Eu tinham tantas dúvidas que já não aguentando mais fui até a minha tia na esperança que ela me convencesse, ela me respondeu: Josy eu simplesmente creio porque eu o conheço , eu escolhi crê em Deus. Não há como explicar.

 Aquela dúvida continuava me atormentar,mas ao mesmo tempo eu pensava:" e se Deus realmente existir,não quero fica para trás, eu quero ser salva,por isso, eu orava e perdia perdão, mês,o não tento certeza de sua existência eu queria agradá-lo, era a Ele que eu clamava por socorro, mas a dúvida continuava a me atormentar.

 Foi então que fui sincera para Deus e disse: "Deus se o Senhor realmente existe e está me ouvindo, eu te exploro me ensina a crer em Ti, me faz te conhecer, eu te suplico põe em mim a certeza da tua existência.

 Minha tia sempre mim ensinou que Deus ama à sinceridade, e foi isso que fiz naquela momento eu fui sincera. Deus ouviu a minha oração, eu tive um verdadeiro encontro com o Senhor Jesus, eu não o ví com meu olhos físicos, mas naquele momento tive a certeza da sua existência e desde então nunca mais tive dúvidas sobre a sua existência.

 Se você se encontra nessa situação, faça como eu, seja sincera para Deus; exponha tudo que se passa dento de você. Pode ter certeza que se você o buscar com sinceridade Ele se apresentará a você.

Escrevi esse texto a algumas semanas atrás, porém não havia publicado ainda aqui no blog, só que ontem assisti a um filme no qual me identifiquei muito, e me  lembrei desse artigo.Nome do filme é: Deus não está morto.
 Vale a pena assistir.

No Espírito,
                    Josy Barros.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Acessos