31 de jan de 2014

BELEZA VERDADEIRA

Boa parte do nosso tempo é dedicado a beleza, é tanta coisa para fazer: unha , cabelo, depilação, limpeza de pele , descolorir os pelos... As mulheres de antigamente eram felizes e nem sabiam quando não existiam todas essas modernidades.Claro que elas se cuidavam faziam lindos cachos com bob e dedinho, além de lindas tranças, usavam pó de arroz, faziam receitas caseiras para cuidar da pele, enfim mulher é mulher em todas as épocas.


Porém depois da invasão da TV e outros meios de comunicação, a cobrança com relação a beleza da mulher se tornou exagerada. É a mídia quem determina o que é feio e o que é belo.
Quem disse que cabelo só é bonito se for alisado ou tiver cachos artificiais? Quem disse que mulher para ser bela tem que ser super magra?

Quem disse que para ser bela tem que ter seios grandes? Se  sabemos que a maioria tem seios pequenos, tanto é que a primeira coisa que as famosas fazem é colocar silicone.

Quem disse que para ser bela tem que ter um tanquinho? Se mesmo sendo magras a maioria tem aquele potinho, caso contrário não fariam lipo.

E como ficam aquelas que não tem condições? Se sentem horríveis. É muito fácil para quem tem condições olhar para elas e dizer que não se cuidam porque são desleixadas ou cafonas.

Claro que temos que nos cuidar, não só pela estética, mas pela nossa saúde. Agora o que não dar para permitir  é que ditem o que é feio e o que é belo. Devemos andar na moda, porém jamais aceitarmos ser escravas dela.

Não podemos permitir que essa beleza idealizada nos tire do foco da verdadeira beleza interior.


Para refletir

(I Pedro 3.4)

12 de jan de 2014

A profetiza Ana- Amor, força e Dedicação

A profetiza Ana é pouco mencionada, Ana era uma viúva de oitenta e quatro anos. Ela viveu com seu marido apenas sete anos, isso quer dizer que quando Ana perdeu seu marido ela era bastante jovem; iimagino o quanto foi difícil para aquela mulher  perder seu marido tão cedo, ainda mais naquela época onde ter um esposo era também sinonimo de proteção para mulher.

O que me chamou muita atenção nas poucas linhas descritas na bíblia sobre essa mulher, foi: ..."esta não deixava o templo, mas adorava noite e dia em jejuns e orações".(Lc 2:37)
Aquela mulher não olhou para a sua situação, ela fez do limão uma boa limonada. Ela poderia  ter se tornado uma viúva amargurada, ou passado o resto da vida lamentando, com pena de sí mesma, mas não, não foi isso que ela fez.

Ela passou a dedicar sua vida a obra de Deus em tempo integral; Ana era uma mulher feliz em servir a Deus. Apesar da sua idade orava e jejuava noite e dia, e todos os dias se dedicava a falar do Senhor Jesus aos que esperavam o salvador.

Seu exemplo de força, amor e dedicação  nos prova que as circunstancias não tem importância alguma e sim as atitudes que iremos tomar diante dela.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Acessos