23 de jul de 2013

FILME - "UP-Altas Aventuras"

Carl é ainda garoto quando conhece sua amada Ellie uma garotinha que ama aventuras, ela fã do desbravador Charles Muntz. Na infância Carl jura para Ellie que irão conhecer a América do Sul. Os dois se apaixonam e se casam, tornam-se vendedores de balões, e tentam ter um filho, porém as dificuldades financeiras não permitem que isso aconteça. Até que os dois ficam velhinhos juntos e Ellie falece.

Ameaçado de ir parar no asilo Carl que já é um velhinho  de 78 anos quer realizar o sonho de sua amada de ir morar em cima de uma cachoeira, então, ele amarra milhares de balões no teto de sua casa. O problema é que no meio do caminho ele tem uma surpresa: Russell um garotinho escoteiro que sonha em ganhar uma medalha por ajudar um idoso, ele estava escondido em sua varanda.

Russell é muito atrapalhado e os dois passam a viver aventuras perigosas em terras desconhecidas, com moradores mega-estranhos. Eles conhecem Kévin um pássaro raro e Dug um cachorro falante. Com muita luta Carl consegue seu objetivo, mas ainda assim se sente infeliz, ao descobrir que seu herói era na verdade um vilão. É quando ele abre o livro de aventuras de sua esposa e descobre que a verdadeira aventura Ellie viveu ao seu  lado e durante todos os anos de sua vida ela fora feliz. Graças a Russell o Sr.Carl passa a enxergar o mundo de outra forma e ele finalmente volta a sorrir e ver que a felicidade está no mínimos detalhes da vida.

Quantos ficam tão focados em seus objetivos que acabam deixando a felicidade passar diante de seus olhos e nem se dão conta. Um exemplo são pais que se matam de trabalhar visando dar o melhor para seus filhos e acabam deixando de viver ao lado deles momentos preciosos que jamais voltarão, depois quando os filhos cressem revoltado eles se sentem frustrados sem saber onde erraram.

Aprenda a valorizar os pequenos detalhes, as brincadeiras em família, o pôr do sol, a comida caseira da mamãe, as histórias da vovó...Viva a vida com intensidade valorizando cada minuto dela com se fosse o último.

16 de jul de 2013

MUNDO DA LUA



Quando eu era criança vivia em um mundo imaginário, onde tudo era perfeito , eu era uma garota descolada, tudo girava em torno de mim.

O problema é que eu costumava ficar presa em meu mundo em plena sala de aula, e com isso não aprendia a matéria; em casa era do mesmo jeito minha mãe me pedia alguma coisa  e eu não escutava , então, ela gritava: “essa menina vive no mundo da lua!”.

Fiquei muito tempo presa nesse mundo até que eu descobri que precisava sair dele, pois,  ao mesmo tempo eu não  queria sair, pois, era tão gostoso, tão perfeitinho, eu tinha tudo sob controle. É como um vício você sabe que está lhe prejudicando, mas, lá no fundo você não quer largar afinal de contas é prazeroso. Foi uma longa e árdua batalha.


Talvez você esteja nessa situação vive em seu mundinho imaginário. 

Prefere imaginar que é intrépida a ter que lutar contra a timidez.

Prefere acreditar que foi outro quem errou, a ter que dar o braço a torcer e pedir desculpas.

Prefere ficar sonhando com aquele artista famoso que nem sabe da sua existência.

Prefere ficar sonhando com a realização de seus sonhos a ter que lutar por ele.

Prefere acreditar que é alguém que lá no fundo sabe que não é.

O problema é que esse mundo não existe, portanto, ele só lhe fará atrasar sua vida. Não permita que nada lhe tire do mundo real, pois, tudo que é mentira vem do diabo.

A felicidade que Deus nos promete não é imaginária ela é real.Peça direção a Deus, entregue sua vida nas mãos d’Ele, e com certeza Ele lhe fará desfrutar de uma vida plena  e abençoada.

Tá esperando o que ? para de sonhar e age.

11 de jul de 2013

Provando a fé



 15Agora, pois, estai dispostos e, quando ouvirdes o som da trombeta, do pífaro, da cítara, da harpa, do saltério, da gaita de foles, prostrai-vos e adorai a imagem que fiz; porém, se não a adorardes, sereis, no mesmo instante, lançados na fornalha de fogo ardente. E quem é o deus que vos poderá livrar das minhas mãos?


16 ​Responderam Sadraque, Mesaque e Abede-Nego ao rei: Ó Nabucodonosor, quanto a isto não necessitamos de te responder.

17 ​Se o nosso Deus, a quem servimos, quer livrar-nos, ele nos livrará da fornalha de fogo ardente e das tuas mãos, ó rei.”  Daniel 3.15-17)



Sadraque, Mesaque e Abedenego,tinham plena certeza de que Deus poderia os livrar da fornalha de fogo, porém o que me chama atenção é a firmeza deles ao dizer:”Se o Deus a quem servimos , quer livrar-nos, ele nos livrará da fornalha de fogo...”


Ele se colocaram na dependência de Deus,  e disseram isso não porque tivesse dúvidas, ou por orgulho, mas, simplesmente porque a fé deles eram tão grande a ponto de deixar suas vidas nas mãos de Deus, em outras palavras faz o que o SENHOR quiser.


Se eles não tivessem uma fé tão sólida, teriam  chorando , implorados por sentimentos, mas não,!simplesmente permaneceram na fé. Esse tem sido o problema de muitos, tentam comover a Deus com o seu sofrimento, porém Deus não age na base de sentimentos, o que ele espera é que a pessoa creia de fato e de verdade  que Ele pode tira - lá dessa situação.


Esses três homens não se acovardaram, pelo contrário, provaram sua fé, e por esse motivo foi o mal quem teve que bater em retirada. Afinal resistí ao diabo e ele fugirá de vós.


Se desejamos algo de Deus temos  que provar nossa fé , e fazemos isso quando colocamos nossa vida 100% no altar, através do sacrifício.É o nosso tudo pelo tudo de Deus.


Detalhe Deus até permitiu que eles fossem para fornalha, porém saíram de lá sem nenhuma queimadura,e com as vestes intactas .Que milagre!!! Se tornaram homens prósperos, e principalmente aquele povo viu que a grandeza de Deus.


Ai eu pergunto o que é seu tudo diante do tudo de Deus?



4 de jul de 2013

SÉRIE OBRA DE DEUS - Ser ou fazer?




Um dia ela chegou na Igreja com a vida totalmente destruída, seu semblante era de tristeza, era impossível não notar.

Na igreja ela foi bem recebida pelos pastores, pelas esposas e obreiros, fez corrente, foi curada, conquistou várias bênçãos.

Aquele ambiente a fazia se sentir muito bem, ela tinha uma enorme gratidão por tudo que Deus fez em sua vida, então ela decidiu servi-lo e tornou-se obreira.

O problema é que mesmo tendo sido curada, conquistado várias bênçãos e se tornado dizimista fiel, ela nunca nasceu de Deus. Então começou os problemas! O que a manteve o tempo todo firme na igreja foi sua gratidão pelo Senhor Jesus e a  sensação de bem estar naquele ambiente de fé.

Ela se sentia bem em fazer a obrar, precisava estar ali para manter-se na fé. Fazer, fazer, fazer...lhe trazia satisfação, mas lá no fundo sabia que algo estava errado, existia ainda um vazio, mas o que poderia ser? Ela sempre ouvia falar no novo nascimento, mas ela pensava: "Eu tenho o Espírito Santo, tenho amor pelas almas, sou fiel a Deus, e até sou obreira". 

O tempo passou e ela não buscou ajuda por medo de perder sua posição, ou do preconceito, vergonha e etc. O tempo passou ela acabou naufragando na fé, se afastou da presença de Deus, e hoje sofre de novo nas garras do diabo.

Minha amiga essa é a triste história de muitas que uma dia estiveram em nosso meio, e poderiam ainda estar se tivessem sido humildes e buscado ajuda. A posição que você ocupa não é garantia de nada. É a sua salvação que estar em jogo, não pense que suas obras irão justificá-la.

Se você tem dúvidas com relação ao seu estado espiritual aproveite essa chance  com toda sua sinceridade, e com certeza  Ele virá sobre você. Lembre-se é melhor ser do que fazer, pois não será salva pelo que faz, mas sim pelo que você é diante de Deus.

1 de jul de 2013

Não seja vencida



“Por que Deus não nos tem dado espírito de covardia, mas de poder, amor e de moderação”.(2Tm 1.7)

O que é uma pessoa covarde?Talvez a primeira resposta que vem a sua mente seja, uma pessoa medrosa.Então pergunto de novo o que é uma pessoa medrosa? particularmente acredito que medroso não são aqueles que tem medo, mas sim aqueles que se deixam ser vencidos pelo medo.Somos humanos e estamos sujeitos a sentir medo, porém quando  recebemos o Espírito Santo, recebemos poder, e paramos de viver pelo que sentimos e passamos a viver pela fé.

Um exemplo é a rainha Ester se você a história dela verá claramente que a princípio teve medo de falar com o rei, afinal colocaria sua vida em risco, porém ela precisava vencer o medo e tomar uma atitude coragem, e foi exatamente isso que ela fez.Portanto, não espere ter coragem, faça o que você não tem coragem.

Entenda minha amiga que quando paramos de dar ouvidos ao que sentimos, e passamos a ouvir a voz da fé, automaticamente  preparamos o terreno que o Espírito Santo venha sobre nós.E quando isso acontece, há que dia! vencemos o mundo.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Acessos