26 de dez de 2011

PEQUENOS GESTOS QUE FAZEM DIFERENÇA - parte I

Lá estava eu e Bilucha ( tia Jocilene) sentadas no sofá se reclamando de dores nas pernas.Tinha sido um dia muito puxado. A casa do vovô estava em reforma eles estavam passando uns dias numa casa ao lado. De repente entra vovô Teobaldo falando:"Vamos!vem ver como ficou o telhado."

Olhamos uma para outra com aquela cara de desanimo:"Tem que ser agora?."

Antes de dizermos não ele nos agarrou pelo braço e nos puxou(tinha essa mania) .
Chegando lá ele acendeu a lâmpada  e com um sorriso enorme no rosto falou:"Olha ficou bom né?

Então Bilucha disse:Agora assim tá começando a fica bonita,quando ajeitar a frente da casa vai ser a mais bonita do bairro.Ele ficou todo empolgado,ele estava muito alegre, muito mesmo.

Ao sairmos de lá não parávamos de falar o quanto ele estava feliz,e que ainda bem que nos tínhamos ido ver com ele.

O teto era horrível ele nunca havia mandado concertar em 47 anos de casado.Segundo ele aquele era o presente que ele nunca havia dado a minha avó. Então dá para imaginar o quanto foi importante aquele pequeno gesto de ter ido ver o telhado novo e o elogiado.Era um sinal de estávamos vendo e reconhecendo o seu esforço.

Aquele sorriso ficou tão marcado em minha memória, e alguns dias depois eu pude entender o porquê.Aquele era o ultimo sorriso que eu teria  do meu avô.

Quantas são as vezes que somos tão incessíveis e não percebemos a importância de pequenos gestos.

As vezes tudo  que essa pessoa precisa é que você passe por ela e dê um sorriso, para deixá-la contente.

As vezes tudo que sua mãe precisa é só que você elogie o bolo que ela fezcom tato carinho, para perceber que você aprecia o que ela faz.

As vezes tudo que seu pai precisa é só que você pergunte como ele está, para entender que você se preocupa com ele.

As vezes tudo que sua esposa precisa é só que você elogie seu novo corte de cabelo, para perceber que você ainda repara nela.

As vezes tudo que seu marido precisa é só que você abra a porta sem a cara amarrada, mas um ar de felicidade ainda que você esteja cansada, para sentir que você estava ansiosa pela presença dele.

As  vezes tudo que essa pessoa precisa é só que você  a convide para ir a Igreja, para aceitar seu convite.

São pequenos gestos que fazem grande diferença.Muitas vezes você diz que deseja ser usada grandemente por Deus, mas não permite que Ele te use nem mesmo em pequenas coisas.

No Espírito,

                    Josy Barros.

3 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Acessos