27 de out de 2009

MINHA SINCERIDADE


No dia 11 de Dezembro de 1989 ,nascia uma menina, a primogénita de seus pais,ela não fazia ideia do que a vida lhe reservava.Crescia e aparentemente era uma criança perfeita,mas,no seu intimo só ela sabia a luta que travava .

Por volta dos 5 anos começou a frequentar uma pequena igrejinha ,que surgira no seu bairro ,ou melhor quase enfrente a sua casa ,embora ela não compreendesse muita coisa tinha certeza de que ali habitava o Deus vivo

A menina era doce e amável e tinha uma inteligencia surprientente que deixava os adultos de boca aberta ao abrir a boca;o que mingúem sabia é que ela carregava um segredo,era infeliz.

Essa criança tinha a mente enfestada de pensamentos que a torturava ,vivia em um mundo imaginário ,era escrava da mente.Na escola era desprezada ,e além de tudo não tinha amigos .

Aos 11 anos não conseguiu mas esconder esse segredo,e decidiu se abrir com suas tias que na época eram obreiras da IURD ,foi um choque para elas quando sua sobrinha falou tudo que sentia.

Eu sou essa menina,eu tinha (TOC) transtorno obsessivo compulsivo,eram tantas as minhas manias ,que não sei dizer quantas exatamente;irei citar algumas delas:eu caminhava ,dava alguns passos e em seguida tocava no chão ,isso, aonde eu estivesse ,inclusive na rua.Lavava as mão desesperadamente,pois ,achava que elas sempre estavam sujas.Batia os dentes uns nos outros várias vezes consecutivas ,como consequencia tenho um de meus caninos desgastado...

Essa lista é enorme porém não posso deixar de citar uma das manias que mais me escravizou :a de olhar a hora no relógio ,eu queria saber exatamente hora que fui dormir, marcando os minutos e os segundo,porém ,quando eu deitava na cama já havia se passado alguns segundos é claro !então passava a noite inteira levantando da cama repetindo esse mesmo processo.

Minhas tias passaram a mim acompanhar no processo de libertação;eu orava de madrugada ,clamava a Deus jenjuava ,no entanto, duvidava da existência de Deus era uma loucura ,é até engraçado isso.

Até que um dia minha tia Quequeda ,como eu a chamava ,mim disse que eu deveria ser sincera para Deus ,pois ,ele ama a sinceridade.Comecei a me abrir com Deus e na hora da busca do Espírito Santo na Igreja enquanto todos diziam :"Eu te amo Deus".Eu dizia :"Meu Deus me ensina a ti amar ,porque não sei se te amo ,além disso eu não acredito que o Senhor existe ,mas ,ao mesmo tempo eu acredito".Gente eu não sei como não deixei Deus louco rsrs,pois era muito confusa.

Passei a travar uma luta intensa contra as minhas manias ,não foi fácil no inicio vencia uma e em seguida ganhava mais cinco;a noite quando não conseguia dormir eu dizia:"É assim né Diabo?pois você vai ver ,vou passar a noite orando".O mais interessante é que no fundo eu tinha certeza de que um dia sairia daquela situação ,e contaria essa história a outras pessoas.

E hoje estou aqui para lhes dizer ,que se uma garota conseguiu vencer uma guerra tão árdua dessa,então ,você conseguirar vencer qualquer guerra ou situação difícil que esteja enfrentando, basta ser sincero para Deus.

Outro dia continuo meu testemunho esse é só o começo.

No Espírito ,
Josemária Carvalho.

12 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Acessos